domingo, 27 de junho de 2010

DIVIRTA-SE

QUE TAL SE DESCONTRAIR COM ESSE JOGO DIVERTIDO?

type="application/x-shockwave-flash" width="500" height="500">
Mais Jogos Online no Papa Jogos

sexta-feira, 18 de junho de 2010

TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO – ENSINANDO E APRENDENDO COM AS TIC
E PROINFO 120

www.eproinfo.mec.gov.br

NTE 05 – Núcleo de Tecnologia Educacional 05 - Itabuna
PROFESSORA TUTORA – Thannya Dias
CURSISTAS – Edvanise Souza Barbosa – Genivaldo Pereira dos Santos – Juscélia Sirqueira Pinheiro Nadijena Aparecida de Oliveira

ATIVIDADE 2.4 PLANEJAMENTO DE ATIVIDADES COM HIPERTEXTO

TÍTULO: Projeto Feirão de Leitura.
DISCIPLINA: Língua Portuguesa
PÚBLICO ALVO: Alunos do Ensino Fundamental (anos finais) e Ensino Médio
ATORES RESPONSÁVEIS: Professores Edvanise Barbosa, Nadijena Aparecida, Juscélia Sirqueira, Genivaldo Pereira e alunos da 8ª A do turno e 1º Ano do Ensino Médio - Vespertino.
DURAÇÃO: 16 aulas de 50 minutos cada. (08 aulas para preparação/08 aulas para aplicação do projeto
APRESENTAÇÃO
A paixão pela leitura deve ser partilhada e estimulada afim de que nossos alunos possam se fazer leitores ativos no processo e amantes do prazer de ler. Esse projeto apresenta as diversas modalidades de leitura, de forma atraente e envolvente, promovendo a participação do público-alvo nos tipos de leitura e modalidades textuais oferecidas.
JUSTIFICATIVA
As dificuldades para leitura são muitas, minimizar esse problema deve ser nossa meta enquanto atores principais no teatro da vida da escola. Oportunizar o acesso aos livros paradidáticos e às modalidades textuais de forma prazerosa, faz-se uma necessidade para despertar o sentimento de prazer no ato de ler.
O aluno através da leitura entra em contato com as diversas formas de conhecimento, e lendo é introduzido no mundo do imaginário; desenvolve sua sensibilidade, seu gosto pela leitura ampliando sua maneira de ver e de entender o mundo.
Para formar bons leitores é preciso contato íntimo com os livros. Numa tentativa de aproximar o aluno do prazer com a leitura é que se faz o Projeto Feirão de Leitura, um instrumento pedagógico e social que dentro das ações educativas visa compreender por que o aluno tão averso à leitura, gosta tanto de histórias e contribuir para desfazer essa aversão.
OBJETIVO GERAL
Proporcionar ao educando o prazer na leitura oferecendo estratégias que facilitam a compreensão e interpretação de texto desenvolvendo o letramento necessário para formação de leitores ativos.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
*Estimular o desejo de outras leituras;
*Possibilitar a vivência de emoções e o exercício da fantasia e da imaginação;
*Aproximar o leitor dos textos e os tornar familiares-condição para formação de leitores e escritores;
*Possibilitar ao leitor compreender a relação que existe entre a fala e a escrita;
*Identificar a leitura como um prazer na sua vida;
*Compreender que a leitura nos leva a um mundo de grandes conhecimentos.
Este projeto, FEIRÃO DE LEITURA, será desenvolvido em 2 etapas ( etapa 1 elaboração e planejamento/ etapa 2 execução).
ETAPA 1:
Atividade 1-(02 aulas): vídeos reflexivos: {Ler pode ser perigoso - Campanha de incentivo à leitura produzida por DeborahToniolo e outros.
{Os dez direitos do leitor - Daniel Pennac}.
-Discussão dialogada a respeito dos vídeos.
-”Apresentação da idéia do ‘FEIRÃO DE LEITURA” para a classe.
-Exposição e audição de sugestões para o projeto.
Atividade 2-(02aulas): Organizar grupos de trabalhos para realização do “Feirão”.
Grupo 1 - estrutura e organização do ambiente (barracas para tenda da leitura; tenda do teatro; tenda do monólogo/ literatura de cordel e poesia; tenda do fantoche e história cantada; biblioteca virtual; escolha dos guias para o evento ( os que apresentam e conduzem aos acontecimentos do “feirão”); escolha do aluno-livro (como um homem sanduíche, ele se vestirá de livro com o tema do projeto na capa e passeará pelo evento); palanquinho com som e microfone para recepcionar as turmas, falar um pouco da importância da leitura e disponibilizar os espaços para visitação.
Grupo 2 – Coleta dos livros e ornamentação da tenda da leitura (almofadas, tapetes, elásticos para impindurar os livros no teto da tenda, pufes, malhas e identificação da tenda).
Grupo 3 – Identificação, organização e decoração da tenda do teatro, bem como dramatização de uma história de um livro da escolha do grupo; deixar o livro em evidência na tenda.
Grupo 4 – Identificação e decoração da tenda do monólogo, literatura de cordel e poesia, bem como seleção e apresentação dessas modalidades de texto.
Grupo 5 – Identificação organização da tenda do fantoche e apresentação da história cantada com acompanhamento musical e ilustração. (seleção e encenação de uma história com fantoches e apresentação de uma história cantada).
Grupo 6 – Organização e orientação das visitas à biblioteca virtual, laboratório de informática e confecção de lembrancinhas para os participantes do projeto.
Grupo 7 – Confecção da roupa do aluno-livro com o tema do projeto e objetivo geral transcritos na capa – Orientação deste no tocante ao comportamento, postura no decorrer do evento e ainda:
· Preparação do material (fala e orientação dos “guias” do “Feirão de Leitura”).
· Elaboração de um ofício requerendo o espaço do pátio escolar e laboratório de informática para execução do feirão.
Obs.: Serão utilizadas 08 aulas para estruturação e organização do evento. Os grupos após receberem da professora as definições de seus papéis no projeto, iniciarão os trabalhos em sala de aula e poderão concluí-los em casa.
Atividade 03 (para casa)
Ensaios das apresentações e coleta de materiais que serão utilizados no projeto.
Atividade 04 –(04 aulas) Apresentação na sala das atividades de cada grupo para análise e aprovação para exposição no “Feirão de Leitura”.
Etapa 02 – Execução ( Realização do Feirão )
Montada a estrutura do Feirão com as tendas decoradas, dar-se-á início à execução do projeto com o recebimento das turmas (salas) em horário agendado pela turma responsável pelo projeto. 50 minutos para cada turma convidada que após ser recepcionada, visitará as tendas aproximando-se dos diversos tipos de leitura. O feirão ficará aberto à visitação das 08:00 às 12:00 e das 13:30 às 16:30 h. Onde nesse período todos os alunos dos turnos matutino e vespertino passarão pelo feirão no horário agendado para sua respectiva turma.
Recursos:
- Recursos humanos; textos variados, livros paradidáticos; cartões, músicas, DVD/CD, TV pendrive, som, roupas, malhas, materiais artísticos (cartolina, tesoura, hidrocor, etc.), almofadas, tapetes e outros.
Avaliação:
Observar atentamente o desempenho dos alunos durantes as atividades desenvolvidas: participação, interesse, atitudes e mudanças diante do hábito de ler e escrever.
Referências bibliográficas:
AZEREDO, José Carlos de. O texto: suas formas e seus usos. In Estratégias de Leitura-Texto e Ensino, PAULIUKONIS, Maria Aparecida Lino & SANTOS Leonor Werneck (orgs.) Estratégias de Leitura. Lucerna, Rio de Janeiro, 2006.
SOLÉ,I.(1998).Estratégias de Leitura. 6ª edição.Porto Alegre:Artes Médicas.
http://www.youtube.com/watch?v=iRDoRN8wJ_w
http://www.slide.com/r/87mqMq--6j9E3UXrNE5AnV84BDH2rR4Z?previous_view=lt_embedded_url

video

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=iRDoRN8wJ_w

terça-feira, 15 de junho de 2010

PROJETO DESIGUALDADE SOCIAL - UMA RESPONSABILIDADE DE TODOS NÓS.

Bahia 2010 – Tecnologias na Educação: Ensinando e Aprendendo com as TIC’s
Cursista: Genivaldo Pereira dos Santos
Professora: Thannya Dias


Projeto:
Desigualdade Social Uma responsabilidade de todos nós.

Número de professores envolvidos: 01

Número de alunos envolvidos: 81 alunos

Recursos Tecnológicos: Câmara Digital, Computador, Monitor Educacional, Pen Drive

Área de Conhecimento: Sociologia

Série: 2º Ano – Ensino Médio – Vespertino e Noturno

Duração do Projeto-aula: 06 aulas
Introdução:
Desde os primórdios do processo de desenvolvimento brasileiro, o crescimento econômico tem gerado condições extremas de desigualdades espaciais e sociais, que se manifestam entre regiões, estados, meio rural e o meio urbano, entre centro e periferia e entre as raças. Essa disparidade econômica se reflete especialmente sobre a qualidade de vida da população: expectativa de vida, mortalidade infantil e analfabetismo, dentre outros aspectos.
A chamada classe social nada mais é que a divisão de pessoas feita a partir do seu status social e de outros fatores ligados a ele.
Objetivo:
• Apresentar os principais motivos pelos quais geram as Desigualdades Sociais na nossa sociedade.
• Demonstrar os benefícios de uma sociedade mais justa e igualitária.
• Conscientizar os alunos sobre a importância do tema.
• Mostrar que as desigualdades geram violência.
Procedimentos:
• Questionar e refletir sobre os motivos da desigualdade existente em todos os países e em todos os regimes sociais. Lembrar que, mesmo no socialismo, existe a presença marcante da desigualdade social entre quem governa e quem é governado, além da desigualdade entre socialistas e capitalistas.
• Fazer uma reflexão e questionar as formas de combater e por que combater?.
• Explicar que a desigualdade gera violência. Pois todos os animais, desde o mais simples até o mais inteligente que se sente prejudicado, sem condições e acuado, tende a violência.
• Partindo desse ponto, levantar com os alunos as ações que já estão sendo feitas e o que ainda pode ser feito.

Metas para Execução do Projeto:
Primeira e Segunda aula:
- Discussão em grupo a respeito do tema Desigualdades Sociais, apresentando exemplos a nível nacional e, em especial, local. Fazendo alusão de que através das desigualdades pode-se gerar a violência.
- Questionamentos a respeito das formas de combater e por que combater as desigualdades sociais, registrando as idéias no quadro.
Terceira e Quarta aula:
- Formação em sala de grupos de trabalho para montagem de produção de vídeos, murais e debates a respeito do tema.
- Organizar os principais pontos que serão colocados na montagem dos vídeos, murais e debates durante a organização e operacionalização do trabalho.
Quinta e Sexta aula:
- Apresentação dos grupos com os trabalhos realizados com vídeo, reportagem, debates ou fotos em Data Show com fotos de periferia, moradores de rua ou pessoas que sofrem devido a falta de condições humanas, de moradia e de alimentação, seguidas de discussões e avaliações pelo professor e alunos.
- Considerações finais sobre as atividades realizadas e apresentação de outras atividades práticas a respeito do que a turma ou a escola pode fazer para colaborar e/ou fazer algo em nome dos que sofrem as desigualdades no espaço da escola, do bairro e da comunidade.
Avaliação:
• Observar a participação e o interesse dos alunos na aula.
• Através de questionamentos em grupos e argüições orais.
• Organizar a produção de pequenos vídeos, murais e discussões com abordagens como: desigualdade em nossa cidade; A violência do futuro X Sociedade do agora; O que você faz pela sociedade.
Observação:

Depois das atividades desenvolvidas surgiu a idéia de alguns alunos em convidar a Câmara de Vereadores e do Executivo da cidade para serem entrevistados e os mesmos apresentarem se tem ou não alguma proposta respeito do tema tratado para a população local. Uma proposta que foi aceita pela maioria e que, provavelmente deverá ser feita na próxima Unidade.
VEJA VÍDEO FEITO POR ALUNOS DO ENSINO MÉDIO(2010) DO COLÉGIO ESTADUAL FRED GEDEON - FLORESTA AZUL.
video

quinta-feira, 10 de junho de 2010

HIPERTEXTO

Hipertexto
“ Atualmente a palavra hipertexto tem sido em geral aceita para textos ramificados e responsivos, mas muito menos usada é a palavra correspondente "hipermídia", que significa ramificações complexas e gráficos, filmes e sons responsivos - assim como texto. Em lugar dela usa-se o estranho termo "multimídia interativa", quatro sílabas mais longa, e que não expressa a idéia de hipertexto estendido.” Nelson, Literary Machines 1992

O prefixo hiper remete-nos: Superação das limitações da linearidade(não seqüencial do antigo texto escrito) onde, possibilita a representação do nosso pensamento - um processo de produção e colaboração entre as pessoas,ou seja, uma (re)construção coletiva. Reconstrução onde todos constroem juntos de forma coletiva e integrada. Para isso é necessário que esse pensamento possa ser expresso dentro de identidades colaborativas entre todos os envolvidos.
1.Intertextualidade;
2.Velocidade;
3.Precisão;
4.Dinamismo;
5.Interatividade;
6.Acessibilidade;
7.Estrutura em rede;
8.Transitoriedade;
9.Organização multilinear.
Na sala de aula, onde se trabalha com hipertexto, os alunos, num sistema de colaboração, acabam aprendendo mais e através de diversas fontes e que tem uma excelente utilidade na prática pedagógica. Pois o próprio conceito de hipertexto, pode nos levar a essa intenção. Uma atividade colaborativa onde traz benefícios extraordinários no que diz respeito a construção individual e coletiva do conhecimento – uma parceria que não se pode descartar. Nós professores também podemos trabalhar com hipertexto para funções pedagógicas. Utilizar textos de várias turmas e redistribuí-los é um bom exemplo. Uma vantagem para a educação a construção do conhecimento compartilhado, um importante recurso para organizar material de diferentes disciplinas. É a proposta necessária para fazer um trabalho integrado e construtivo. Isso leva o aluno a produção de textos e traz como vantagens a construção do conhecimento de forma dinâmica e inserindo o aluno e o processo educativo no mundo digital. Em sua produção o aluno se refere a conhecimentos antes apreendidos, mantendo uma relação sempre linear com o texto. Por isso que acredito na integração da construção onde cada um contribui e ajuda à sistematização de trabalhos proveitosos e enriquecedores.

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Hipertexto

Por isso que ao navegar em http://pt.wikipedia.org/wiki/Hipertexto que faz abordagens sobre o Hipertexto, senti-me um tanto curioso a respeito do conceito dado e, em especial os links que apareciam no decorrer do texto, que me levava à curiosidade de ir mais além em conhecer e estar mais a par do que cada um referendava como hiperlinks links, , World Wide Web( que é uma rede de alcance mundial).Não foi uma descoberta nova para mim, pois o assunto em destaque neste módulo, já estudei no Curso de Mídias Educacionais que estou fazendo no NTE05 com o professor Oldair. O Hipertexto é algo que me cativou e que tem futuro garantido na nossa prática dentro da educação e dentro de outras áreas da nossa vida. Não fazer uso ferramentas como essa, seria como ministrar uma aula sem a colaboração dos alunos que tanto enriquecem e colaboram nas metas e objetivos propostas nas nossas atividades diárias dentro da escola.
O que você acha caro colega?